Como criar um Pix – Descubra em 5 passos

Se você busca aprender como criar um Pix, tudo que vai precisar é reunir três requisitos:

Se você ainda não o conhece, o Pix é um sistema de transferência de dinheiro do Banco Central que revolucionou o setor financeiro do país. Hoje, ele é usado para enviar dinheiro instantaneamente entre bancos e instituições financeiras, o que permite realizar pagamentos, fazer compras, quitar boletos e muito mais.

Não é à toa, portanto, que hoje o Pix bate recorde e supera 100 milhões de transações em um dia. Isso prova o quão popular é o sistema.

Uma das razões que explica todo esse sucesso é o quão fácil é participar do sistema do Banco Central e, obviamente, todas as vantagens dele

Se você ainda não participa, veja abaixo os passos para aprender como criar um Pix agora mesmo!

  1. 1. Baixe o aplicativo do RecargaPaySe você quer saber como criar um Pix precisa, primeiro, ter conta em uma instituição atrelada ao sistema. Nós recomendamos baixar o aplicativo do RecargaPay, que é o mais fácil de usar, além de totalmente gratuito, com mais funções e benefícios.

  2. 2. Toque em “Ver Mais” na área PixCom o app instalado, toque no botão “Ver Mais” localizado na área Pix do menu inicial.

  3. 3. Clique em “Minhas Chaves”Em seguida, role um pouco a tela e clique em “Minhas Chaves”.

  4. 4. Toque em “Adicionar nova chave”Se você não tem um Pix ainda, essa tela estará em branco. Clique em “Adicionar nova chave” para criar um identificador para você.

  5. 5. Escolha um identificador e confirmePor fim, selecione o tipo de chave que você deseja (se e-mail, CPF, telefone ou chave aleatória) e finalize o processo confirmando seus dados.

Pronto! Agora você já sabe como criar um Pix e já pode ter um identificador próprio. Em seguida, para usar o sistema, tudo que você precisa é usar o app do RecargaPay para enviar dinheiro para os outros ou informar a sua chave para que os outros enviem para você.

Se você ficou com dúvidas, o vídeo a seguir vai mostrar mais detalhes do processo!

https://youtube.com/watch?v=WacAdZR4Zlk%3Ffeature%3Doembed

Contenidos

Como criar um Pix com a melhor chave?

Como criar um Pix com a melhor chave?

Escolher uma boa chave é parte essencial do processo de como criar um Pix. Afinal, este será o seu identificador dentro do sistema do Banco Central. Sempre que alguém enviar dinheiro para a chave, não importa onde esteja, o valor chegará até sua conta.

Você pode estar se perguntando qual a melhor chave Pix para usar nesse cadastro. No entanto, é importante entender que não existe um identificador que é sempre superior aos outros. Cada um é mais indicado para um momento.

Cada chave tem suas vantagens e desvantagens e deve ser usada em uma situação distinta. Veja mais:

  • CPF: é uma chave formal e você só pode atrelá-la a um banco. É ideal para receber ou fazer pagamentos formais, como salários, pagamento de impostos e outras obrigações jurídicas.
  • E-mail: é uma chave impessoal, mas que pode revelar seu perfil nas redes sociais. Use para pagamentos de contas e compras ou para receber de sites ou empresas que já tenham seu e-mail.
  • Telefone: é um identificar bastante pessoal. Use apenas para receber e enviar dinheiro para amigos, colegas e familiares, pessoas que já possuem seu contato.
  • Chave aleatória: é a chave mais impessoal e que menos revela dados. É mais segura para enviar e receber dinheiro de pessoas que você não conhece.

Uma vez que você já sabe como cadastrar chave Pix, o ideal é ter uma de cada para que você tenha opções em qualquer tipo de cenário ou contexto que passar. Ao todo, cada usuário Pessoa Física pode ter 5 identificadores atrelados a uma única conta bancária. Já empresas, Pessoas Jurídicas, podem ter 20 identificadores por chave.

Isso mesmo: você pode ter Pix em mais de um banco. É recomendado que tenha uma chave em cada conta que possuir, para sempre ter uma opção disponível.

https://youtube.com/watch?v=_Q6QldGa-ig%3Ffeature%3Doembed

Quais as vantagens de ter um Pix?

Quais as vantagens de ter um Pix?

Se você ainda não se decidiu se vale a pena saber como criar um Pix, precisa conhecer as vantagens do sistema do Banco Central para firmar a sua opinião.

Veja abaixo 5 grandes benefícios do sistema para você começar a usar hoje mesmo:

  • Pix é seguro: o sistema do Banco Central é seguro do ponto de vista técnico. Não é possível que o seu dinheiro seja roubado, graças à criptografia aplicada e outras medidas de segurança. O único risco é você cair em um golpe e dar seu dinheiro para outras pessoas.
  • Envio em 10 segundos: na vasta maioria dos casos, o envio de dinheiro pelo sistema do BC acontece em 10 segundos. A única exceção são transferências que fogem do padrão e ativam o risco de ser um golpe. Nesse caso, o sistema faz uma análise em 30 minutos para validar o envio.
  • Gratuito: Pessoas Físicas podem usar o Pix gratuitamente. Ao contrário de envios pelo DOC ou TED, não há cobrança de taxas para mandar seu dinheiro.
  • Disponível 24h: o sistema está disponível 24 horas. Por isso, se você esqueceu de enviar um dinheiro para alguém às 23h50, pode enviar instantaneamente (desde que dentro do limite do horário noturno do Banco Central).
  • Disponível nos fins de semana: lembra quando uma transferência enviada na sexta-feira só cairia na conta do destinatário na segunda ou terça-feira? Com o Pix, você pode enviar dinheiro também nos fins de semana, sem alteração no serviço.

Com tantas vantagens assim, não é de se espantar que o sistema seja tão popular com as pessoas. Hoje, o Pix completa 2 anos de lançamento com 138 milhões de usuários cadastrados, mais da metade da população nacional.

https://youtube.com/watch?v=Jtjyn-Q2IhM%3Ffeature%3Doembed

Como enviar e receber pelo Pix?

Como enviar e receber pelo Pix?

Depois de aprender como criar um Pix, o próximo passo é começar a usá-lo no dia a dia. Para isso, você deve aprender como fazer uma transferência pelo sistema.

Veja como enviar dinheiro para alguém usando o Pix:

  • Baixe o RecargaPay
  • Toque em “Fazer Pix”
  • Insira os dados do destinatário
  • Digite o valor
  • Confirme a data e o envio

Você também pode enviar para as pessoas uma cobrança. Assim, seus amigos ou contatos podem fazer o envio para você em apenas alguns poucos cliques, de maneira muito rápida e fácil.

O passo a passo é o seguinte:

  • Baixe o RecargaPay
  • Toque em “Receber com QR Code”
  • Toque em “Definir valor”
  • Digite qual o montante da cobrança
  • Clique em compartilhar e envie o QR Code para o destinatário.

QR Code Pix é a maneira mais rápida e segura de emitir cobranças. Basta que o pagador leia o código com seu celular para que a transferência seja configurada automaticamente. Tudo que ele precisa é clicar em “Confirmar” para fazer o pagamento.

Quais serviços utilizar pelo Pix?

Quais serviços utilizar pelo Pix?

Agora que você já sabe como criar um Pix e como usá-lo, é hora de explorar e usufruir todos os diversos serviços que estão ligados ao sistema de transferência.

O Banco Central faz constantes mudanças e atualizações no sistema, implementando novos recursos para que ele fique mais seguro, mas também ofereça mais opções para os seus utilizadores. Na prática, todos os novos recursos que são implementados pelo BC estão presentes em todas as instituições que usam o Pix e as condições são sempre iguais.

Veja alguns desses serviços:

  • Pix Agendado: permite que você agende o envio de dinheiro para uma data futura. Assim, você pode se organizar melhor com suas obrigações.
  • Pix Saque: permite sacar dinheiro em estabelecimentos que participam do programa. Cada usuário tem até 8 saques gratuitos por mês, com limites de até R$1.000.
  • Pix Troco: é igual ao Saque, mas você saca somente o troco depois de pagar por um produto para a loja ou estabelecimento em que fizer a operação.

Além desses serviços oficiais, ainda existem outros que não são oficializados pelo Banco Central. Esses recursos são autorizados, claro, mas não contam com mecanismos oficiais do BC. Como são funções criadas pelas instituições que participam do sistema, têm regras próprias. Um exemplo é o Pix com cartão de crédito.

Cada instituição que oferece essa função cobra uma taxa própria sobre a operação. Além disso, permite o parcelamento em determinadas mensalidades e faz outras restrições específicas, como limite de valor.

Por isso, é importante conhecer os melhores apps para fazer Pix com cartão de crédito para usar sempre a opção mais lucrativa para você. 

Usar o Pix é gratuito?

Usar o Pix é gratuito?

Agora que você já participa do sistema do Banco Central, deve ter em mente que fazer um Pix é sempre gratuito para Pessoas Físicas e Microempreendedores Individuaisexceto quando se caracteriza uma situação em que a pessoa está usando o sistema para vender produtos ou serviços.

Neste caso, o banco pode cobrar pelas transações realizadas. Para que seja caracterizado o uso do sistema como venda produto ou serviço, é necessário que as condições abaixo sejam cumpridas:

  • Receber mais de 30 Pix por mês
  • Receber com QR Code dinâmico ou com QR Code de um pagador Pessoa Jurídica
  • Receber em conta definida em contrato como de uso exclusivo para fins comerciais

Nesse caso, o Banco Central não obriga as instituições a manter as transferências gratuitas. Cada banco ou app de transferência tem a liberdade de cobrar o valor que quiser, com taxas que vão de 0,89% a 1,4% sobre a transferência (é o mesmo cobrado para Pessoas Jurídicas). Alguns aplicativos, no entanto, não cobram qualquer taxa. É o caso do RecargaPay, que tem conta Zero para PF e CNPJ.

Conclusão

Neste artigo, você aprendeu como criar um Pix de maneira fácil, em menos de 3 minutos. Além disso, também aprendeu como utilizar o sistema, suas vantagens, serviços disponíveis e custos atrelados.

Nossa recomendação é que, além do seu banco principal, que você também tenha uma conta no RecargaPay para usar benefícios como o envio com cartão de crédito, taxa zero sempre e outras funções.

No entanto, tenha sempre em mente que você deve cuidar para não usar uma chave que revele seus dados pessoais para pessoas desconhecidas, tampouco cair em golpes envolvendo o sistema.